josedasilva @ 16:48

Ter, 31/05/05

Iniciar o projecto

$ rails Todo
editar o ficheiro /Todo/config/database.yml

The next step is to create a model and a controller for our applications. To do this, there is a script in the script/ directory called generate. Run these commands:

$ ruby script/generate model Todo
$ ruby script/generate controller todo
$ ruby script/generate scaffold Todo

Tags:


josedasilva @ 17:51

Sex, 27/05/05

É Muito usual observarmos na internet dominios ocupados com página de apresentação que indicam uma mera mensagem de "Estamos em desenvolvimento, volte mais tarde".

Quando me é apresentada uma página de apresentação, como não tem qualquer conteúdo, abandono o endereço, e um dia posso lá voltar, usei o termo posso porque o mais certo é encontrar a informação noutro website e nunca mais me lembrar do endereço do website em construção, na melhor das hipóteses voltarei um mês ou dois depois ao website. Mais de 90% dos internautas tem o mesmo caminho que eu, ou seja, o website perde uma grande oportunidade de começar com uma grande base de visitantes.

Exemplo: Em Desenvolvimento

Este problema pode ser resolvido com pequenos detalhes a serem tratados, como é o caso de a inserção de uma caixa de introdução de dados, neste caso introdução de email.

O objectivo é simples
Não perder futuros visitantes, e para isso podemos usar algumas técnicas para melhorar a usabilidade e o modo do visitante recolher informações da página.

Sistema de notificação de lançamento
Como o website ainda não se encontra disponível, o visitante inscreve-se numa lista de emails, e no dia do lançamento do website é enviado um email para cada visitante dessa lista a notificar o lançamento do website, consegue-se assim chegar a uma grande percentagem de possíveis visitantes.

Afixação da data de lançamento
Outra boa prática e informar o visitante quando o website será lançado, atenção a este ponto, que perderá o visitante se na data prevista, este aceder ao website e este ainda se encontrar em construção, o melhor neste caso á colocar uma data á posteriori do lançamento previsto pela equipa de desenvolvimento, assim prevê possíveis atrasos.

Como posso contactá-lo?
Se o website não se encontra finalizado, então dê a conhecer ao visitante como pode contactá-lo ao mostrar números de telefone, emails ou mesmo moradas na página de construção.

São pequenos detalhes como este que pode definir o sucesso ou insucesso do seu projecto.

Tags:


josedasilva @ 16:02

Sex, 27/05/05

Após a febre das redes sociais, com o lançamento do Orkut e outros do tipo, onde o objectivo é criar redes sociais, onde todos os utilizadores se encontram ligados uns aos outros, desta feita, a moda é a Redes de Sites, com um objectivo claro e simples, aumentar o leque de conteúdos disponibilizados por cada um dos membros e monopolizar o tráfego para a rede.

Este tráfego é convertido em dolares, ou euros, através de formas de receita como o Google Adsense, os sistemas de afiliados da Amazon, ou mesmo publicidade paga na rede.

Veremos se o sucesso inicial destas Redes se manterá por alguns anos, ou se o google e afins altera as condições do serviço para a publicidade.



josedasilva @ 16:01

Sex, 27/05/05

Já imaginou por quantas mãos passa uma carta que você envia ?

Pela mão do funcionário dos ctt onde a envia.
Pela mão do funcionário na sede local dos ctt que separa a correspondência.
Pela mão do funcionário na sede nacional que separa a correspondência por zonas.
Pela mão do carteiro que a entrega.

No minimo pela mão de 4 pessoas, já imaginou que em cada carta tem 4 possíveis clientes, só até chegar ao destino ?

O ideal é começar a incluir o seu logotipo a cores, o seu endereço de website nos dados do remetente, em cada carta 4 novos possíveis clientes, em 10 cartas são 40 novos possíveis clientes.

A divulgação de uma marca é um dos pontos mais importantes de uma venda, se a sua marca for reconhecida o processo de convencer o cliente a comprar é muito mais rápido.

Que opções tem para divulgar a marca ?

. Incluir o logotipo, endereço do website em tudo o que for correspondência, e se possivel em toda a correspondência adicione um seu cartão de visita.

. Sempre que falar com alguém, que conheça ou não, sobre o que faz e onde faz, distribua 2 ou 3 cartões de visita, porquê 2 ou 3 e não 1 ? Pela simples razão de que se essa pessoa conversar com alguém que necessite dos seus serviços/produto pode distribuir o seu cartão.

. Destes contactos enunciados em cima, resultam clientes e deles negócio, estipule á partida uma percentagem deste valor efectuado nos negócios para investir em publicidade, assim evita que a torneira se feche.

Tags:


josedasilva @ 15:58

Sex, 27/05/05

Existem duas vertentes opostas na internet:


  • Projectos de realização pesssoal.

  • Projectos com o intuito de realizarem dinheiro.



A minha opinião é a seguinte, mais tarde ou mais cedo a primeira vertente irá juntar-se na segunda, se bem que existem parcas excepções á regra.

A publicidade na internet em Portugal encontra-se reservada apenas aos grandes meios, portais de grande tráfego, por isso pode tornar-se muito dificil conseguir transformar um projecto em algo viável monetáriamente em Portugal, no entanto existem sempre algumas escapatórias.

Algumas formas de efectuar retorno financeiro com o seu projecto pessoal, como é o caso mais usado, o sistema de afiliados.

Alguns dos sistemas de afiliados que me vêm á memória são:




Existem muitos mais programas de afiliados em portugal e no estrangeiro que lhe permitem obter rendimentos do seu projecto, o segredo está no enquadramento do sistema de afiliados que escolheu com o projecto que desenvolveu.

O segredo de qualquer projecto é gerar visitas, simplesmente porque visitas geram clicks que por sua vez geram receitas.

Após o projecto iniciar os rendimentos, o segredo é usar esses rendimentos para gerar mais rendimentos.

Para quem é novo nestas andanças
O primeiro passo é escolher o tema para o projecto, deverá ser um tema onde se encontre á vontade e que o motive, de modo a sentir-se motivado no periodo em que o projecto nao gera receitas.

Após a escolha do tema, deverá analisar a concorrência, o que fazem, quais são os métodos, como divulgam o website.

Com a análise concluída o próximo passo é efectuar uma pesquisa por sistemas de afiliados dentro do tema que vai cobrir.

Concluidos os 3 primeiros pontos de análise e estudo, deverá pensar no registo do dominio para o projecto, seguindo alguns concelhos meus de dias anteriores, pode garantir maior viabilidade do website nos motores de busca.

Comprado o dominio é altura para desenhar a estrutura do website, pense numa estrutura onde vai enquadrar o sistema de afiliados, assim não tem de remendar o visual do projecto.

Para finalizar o planeamento e desenvolvimento dos projecto, deverá escolher o serviço de alojamento para o seu website, e antes de mostrar o projecto ao público deverá inserir conteúdos de modo a fazer o visitante desejar voltar, raramente um visitante volta a um website sem conteúdos de interesse ou em quantidade minima.

Concluidos todos os passos é altura de lançar o projecto, a análise das visitas que recebe e de onde vêm os vistantes deverá ser cuidadosamente seguida e estudada diariamente, irá fazê-lo melhorar o seu projecto.

Tags:


josedasilva @ 15:57

Sex, 27/05/05

Quando nos referimos a um grande projecto ninguém pensa que vamos usar ficheiros de texto para guardar dados, sem sistemas de indexação ordenados. O método usado é virado para o uso de bases de dados, existem muitos sistemas de bases de dados que se podem interligar com a linguagem PHP no entanto neste pequeno introdutório vamo-nos focar apenas no SGBD MYSQL.

Para quem nunca lidou com bases de dados pode parecer um assunto assustador e até complicado, o objectivo deste pequeno tutorial e desmistificar esse conceito.

Alguns paramentros que assumimos.
1º o servidor de mysql encontra-se no servidor localhost
2º a base de dados está criada com o nome nome_da_minha_bd
3º foram criadas permissões para o utilizador com nome = utilizador através da senha minhasenha

O primeiro passo a dar é executar uma conexão á base de dados:

Do manual retiramos a seguinte função:

resource mysql_connect ( [string server [, string username [, string password [, bool new_link [, int client_flags]]]]])

A função devolve o Id do resource em caso de sucesso ou FALSE em caso de não se conseguir conectar.

Como usamos a função??
(1)
< ?
$con = mysql_connect(“localhost”,”utilizador”,”minhasenha”) or die (“Impossivel Criar a conexão”);
?>
Ok, este ponto está definido, e foi fácil.

O segundo passo é pensar, “ok, já me conectei ao servidor, mas a qual base de dados?”.

Sim é verdade, vamos ter de direccionar a ligação criada para uma base de dados especifica, isto é conseguido através do seguinte comando.

bool mysql_select_db ( string database_name [, resource link_identifier])

Esta função retorna TRUE em caso de sucesso e FALSE no caso de não se conseguir conectar.

Vamos agora usar a função:
(2)
< ?
$db = mysql_select_db(“nome_da_minha_db”,$con);
?>

Repare ao 2 argumento da função, reporta-se ao identificador do recurso conseguido através da conexão á base de dados em (1), este argumento apenas é necessário no caso de estarmos a usar conexões a múltiplas bases de dados.

Ponto da Situação, já nos conectamos ao servidor e á base de dados especifica, agora queremos tirar dados das tabelas existentes.

Vamos supor que a seguinte tabela foi criada com o comando :

CREATE TABLE tvd_dicionario (
id int(11) NOT NULL auto_increment,
pt varchar(255) default NULL,
eng varchar(255) default NULL,
ita varchar(255) default NULL,
PRIMARY KEY (id)
) TYPE=MyISAM;


Onde podemos observar os seguintes campos, id, pt, eng, ita, ger, fr, es.

Um exemplo da tabela preenchida seria:

dicionário


Como já deu para perceber é um dicionáro, o objectivo é tirar da tabela a lista de todas as palavras existentes.

Para tirar algo da base de dados temos de fazer um pedido, isso é conseguido através do comando:

resource mysql_query ( string query [, resource link_identifier [, int result_mode]])

O resultado devolve o recurso ou FALSE em caso de Sucesso ou Insucesso respectivamente, apenas é necessário o uso do 2º argumento caso estejas a usar multiplas conexões, no entanto para ser coerente vamos usar o parâmetro.

Como usamos a função??
(3)

< ?
$pergunta = “SELECT id,pt,eng,ita FROM dicionario order by pt”;
$res = mysql_query($pergunta,$con);
// Vamos verificar se teve sucesso
if($res)
echo “Pergunta com sucesso”;
?>

Já conseguimos perguntar ao servidor de mysql o que queremos, mas para perguntar usámos algo que pode ser novo “SELECT id,pt,eng,ita FROM Dicionario order by pt” Isto é a linguagem SQL, que se usa na conversação com a base de dados, neste caso estamos a perguntar o seguinte , em português corrente:

“Selecciona os campos id,pt,eng,ita da Base de dados Dicionário e ordena por ordem crescente o campo pt”.
Pode parecer difícil, mas num próximo dia tentarei explicar esta linguagem em pormenor, continuando com o nosso objectivo, agora que temos a pergunta á base de dados efectuada, temos de retirar os dados e imprimi-los.

Antes de retirar os dados do recurso é necessário formatar esses dados, sobre a forma que desejamos usar, para isso efectuei o seguinte comando:


object mysql_fetch_object ( resource result)

O objectivo é ficar com o recurso transformado num objecto em que posso aceder a todos os campos através de simples passos, como por exemplo $objecto->id para aceder ao id retornado.

Vamos então usar o comando:
(4)
< ?
// temos o $res com sucesso
if($res)
$objecto = mysql_fetch_object($res);

echo $objecto->id;
?>

O resultado seria a escrita do número 2 no output.

Pensemos agora num pormenor, mas nós queremos todas as linhas de um dicionário e não só a 1ª, ok para isso basta-nos efectuar um ciclo na criação do objecto.
(4)
< ?
// temos o $res com sucesso
if($res)
while($objecto = mysql_fetch_object($res))
echo $objecto->id.” – “.$objecto->pt.” – “.$objecto->eng.”
”;

?>

O resultado deste pequeno pedaço de código está á vista:

2 – Cão – Dog
1 – homem – man

Vamos agora juntar todos os pedaços numa peça só e ficar com o nosso pequeno script completo.

< ?
//(1)
$con = mysql_connect(“localhost”,”utilizador”,”minhasenha”) or die (“Impossivel Criar a conexão”);
//(2)
$db = mysql_select_db(“nome_da_minha_db”,$com);
//(3)
$pergunta = “SELECT id,pt,eng,ita,ger,fr,es FROM Dicionario order by pt”;
$res = mysql_query($pergunta,$con);
// Vamos verificar se teve sucesso
if($res) //(4)
while($objecto = mysql_fetch_object($res))
echo $objecto->id.” – “.$objecto->pt.” – “.$objecto->eng.”
”;
mysql_close($con);
?>

Esta última linha destina-se a fechar a conexão á base de dados, e libertar o link.

Espero que tenha sido bastante explicito e detalhado

Tags:


josedasilva @ 15:56

Sex, 27/05/05

A conceituada Forbes.com iniciou recentemente uma nova forma de publicidade nos seus conteúdos, a venda de palavras nos seus artigos.

Este tipo de publicidade consiste em vender palavras incluidas nos artigos a entidades externas, incluindo estas entidades os links que desejam nas palavras.

Publicidade na Forbes.com
Forbes.com . Screenshot de uma palavra que inclui publicidade

Que vantagem tem este tipo de publicidade ?
Com este método de publicidade os editores rentabilizam os conteúdos que disponibilizam, e não massacram os utilizadores com banners indesejáveis.

E desvantagens?
Pode resultar na decadência da qualidade dos conteúdos por necessidade restricta de incluir a palavra no artigo.

Conclusão
Um novo método que promete aumentar o retorno vindo da publicidade, neste ano que promete ser um dos melhores anos de sempre no que toca ao investimento online de publicidade.

Links Relacionados
http://www.forbes.com



josedasilva @ 15:54

Sex, 27/05/05

Uma das mais importantes <tags> do html, e da ciência de desenhar websites, no que toca a motores de pesquisa e melhor posicionamento no ranking é a tag <title> , existem alguns segredos que convêm seguir, e alguns erros a evitar.

Tomemos por exemplo uma empresa ficticia de webdesign e serviços de internet:

O que se vê todos os dias na internet

Title="MisterWeb : Webdesign, Programação, Usabilidade e Alojamento de websites"

Os motores de pesquisa olham para este titulo da seguinte forma

Peso 9 > "MisterWeb"
Peso 8 > "Webdesign"
Peso 7 > "Programação"
Peso 6 > "Usabilidade"
...
Avaliam o conteúdo da tag por ordem descrescente de importância da esquerda para a direita.

Este titulo seria óptimo caso a empresa deseje receber visitantes vindos do motor de busca pela pesquisa de "MisterWeb" o que não deve ser o caso, a empresa deseja certamente receber visitantes que pesquisem as palavras referentes aos seus serviços.

A minha sugestão seria
Title="Webdesign, Programação, Usabilidade e Alojamento de websites : MisterWeb"

Para ficar claro, vou usar um novo exemplo:

Title="Stand Xpto : o seu stand automóvel online"
É um titulo bonito e até soa bem, no entanto ao pesquisar no motor de busca o visitante procurará por "Stand online" ou "venda de automóveis" ou algo parecido.

Um melhor titulo seria
Title="Stand Online - venda de automóveis novos e usados |Stand Xpto|"

Tags:


josedasilva @ 15:52

Sex, 27/05/05

Nenhum negócio vive apenas do aluguer de uma loja, nem da contratação de um funcionário, nem da descoberta de bons fornecedores, um negócio vive do número de vendas que efectua, do número de euros que cobre o balanço mensal, anual, ...

Um website é exactamente idêntico, não vive apenas de um design apelativo, nem de um bom tempo de resposta onde o website se encontra alojado e nem apenas do dominio que se adquiriu. Um website vive do número de visitas que recebe diáriamente, e caso se trate de um site de comércio, do número de euros facturados.

Em qualquer negócio a palavra chave é marketing, como um cliente meu disse à uns anos "Não interessa se falam bem ou mal, interessa é que falem.", não poderia estar mais correcto. È importante a marca chegar até ao público alvo e divulgar os serviços e produtos, sem esta fase do negócio todas as outras morrerão.

Existem diversos patamares de marketing, uns mais eficientes, outros mais dispendiosos, o segredo está na estratégia a adoptar.

A grande variabilidade de caminhos, no que toca á escolha da estratégia a adoptar para divulgar a marca/serviço por vezes torna muito dificil a escolha da estratégia a adoptar, as nossas sugestões para uma campanha a custos muito reduzidos apresentam-se como:

- Listas de Emails , onde os visitantes se inscrevem para recebem as novidades do negócio.
- Troca de banners com websites de ramos de negócio distintos
- Parcerias com empresas, de modo a divulgação reciproca de serviços adicionais (Imagina que tem serviços de internet para vender, uma boa parceria será com lojas de informática e telecomunicações, troque uma comissão de venda de produtos através do seu parceiro por publicidade no espaço fisico)
- Passa a palavra, talvez a estratégia mais usada nos dias de hoje, um cliente satisfeito vale por 5 novos clientes.
- Marketing telefónico, o objectivo é conseguir chegar ao cliente e apresentar as vantagens do produto e enunciar as razões que fazem do produto o produto certo para ele.
- Impressão de panfletos

O marketing é umas das principais armas de arremesso na divulgação de uma marca, empresa ou produto, um bom uso desta "arma" pode ser o factor determinante para o sucesso/insucesso de um negócio, o uso das estratégias enumeradas em cima poderá ser um óptimo factor de implementação da sua estratégia de marketing e divulgação da sua marca e/ou serviços.

Publicado http://www.mastershelp.org/Portugues/Art/672856965

Tags:


josedasilva @ 15:45

Sex, 27/05/05

No dia a dia

Quando compramos vestuário, seguimos sempre o mesmo critério:
1 visitamos a loja
2 procuramos o modelo que desejamos
3 experimentamos

Depois temos 2 opções
4.1 se gostarmos compramos
4.2 caso nao seja o que procuramos voltamos a 1

Na Internet

Na internet é muito mais dificil escolher bem, por duas razões óbvias, primeiro porque há mais oferta e segundo porque não podemos experimentar antes de pagar.

Estes condicionalismos levam-nos à simples opção de termos de passar mais tempo á procura ou então arriscar e escolher o que mais se assemelha ás nossas necessidades.

Tomemos por exemplo as empresas de alojamento de internet (webhosting) , ao pesquisar no google por "alojamento de internet" apenas em páginas de portugal devolveu 47,300, um pouco demais não?

A razão para isto acontecer é simples, todos os dias são criadas pseudo empresas de alojamento de internet, devido á facilidade de aluguer de servidores, estas pseudo empresas criam-nos a dificuldade de escolha porque:

1. Nem sempre o sevriço prestado é o melhor
2. Os servidores estão alojados nos estados unidos o que implica uma capacidade de resposta menor que servidores alojados na europa ou portugal, isto leva a uma página demorar mais tempo a carregar.
3. 90% destas empresas não prestam qualquer apoio técnico, no caso de ocorrer algum problema, recebem o pedido e reencaminham para a empresa que lhes alugou o servidor, pode imaginar o tempo de resposta.
4. Não se podem chamar empresas, uma vez que não estão registadas como tal, nem omitirão recibos comprovativos de pagamento, além de que cobram o iva (sem passar recibo, questione-se porquê?)

No caso do alojamento de internet, nao olhe para os preços apenas faça sempre o seguinte teste:

1º Verifique o tempo de resposta do servidor
Pode usar o programa ping plotter , para medir o tempo de resposta do servidor, um valor menor que 80/90 ms é aceitável.

2º Analise a secção de contactos na página da empresa de alojamento, se não existirem números de telefone fixos ou de fax, ou se existirem nick's de internet, pense duas vezes antes de optar por esssa empresa

3º De entre as empresas que ficaram procure o plano que deseja, e antes de comprar entre em contacto com a empresa, assim pode avaliar o tempo de resposta desta.

Penso que depois de usar este plano de triagem encontrará uma lista muito mais reduzida de empresas em que pode confiar.

Tags:

Blog pessoal de José Silva. Sou programador informático, nos últimos anos dedicado quase exclusivamente ao PHP.
Maio 2005
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6
7

8
9
10
11
12
13
14

15
16
17
18
19
20
21

22
23
24
25
26
28

29
30


Pesquisar
 
subscrever feeds
blogs SAPO