josedasilva @ 11:52

Qui, 31/08/06

E esta ia-me passando, ainda a descobri a tempo, e aqui ficam os meus 5 eleitos para o BlogDay2006. Alguns são já os eternos de citações minhas esporádicas, outros podem parecer novidade, de qualquer forma aqui ficam as minhas cinco sugestões.


Cláudio Franco


Um blog sobre vivências de um programador, discussão de alguns projectos, análises mais ou menos compreendidas de outros projectos da internet e alguns artigos técnicos á mistura. Uma boa junção.

Carlos Andrade

O espaço de um dos primeiros e que mais admiro blogs da blogoesfera portuguesa, como o Carlos disse um dia, sem saber porquê, mas ok, ainda lhe dava o Blógóscar. Conteúdo? Sobre o que lhe apatece escrever, tecnologia, criticas a quem trabalha mal, e alguma pitada de humor.

Marco Neves - Webaserio

O que faltava á blogoesfera portuguesa, trouxe uma dinâmica quase profissional, e séria de olhar para os blogs, com temas muito técnicos, desde optimização para os motores de pesquisa a introduções a alguns temas da internet.

Ivo Gomes

Não podia deixar de ser, um homem de Ergonomia, que na internet fala muito de Usabilidade, o modo de escrever e a forma como interpreta cada tema, deixa sempre vontade de voltar.

muiomuio.net
Talvez a surpresa da lista, mas ao tentar filtrar os blogs que mais visito frequentemente, o muiomuio, está lá! Conheci-o através de um comentário nalgun sítio, e passou a fazer parte da "familia".

Happy BlogDay2006 !

Tags:


josedasilva @ 11:20

Qui, 31/08/06

A necessidade faz a descoberta, e eu não fujo à regra, necessitei recentemente de saber a versão de todos os pacotes instalados num dos meus servidores, e descobri o comando que fez as minhas delicias:

rpm -qa --queryformat '%010{SIZE}\t%{NAME}-%{VERSION}-%{RELEASE}\n'

Este comando lista-me todos os pacotes instalados, a dimensão do pacote, o nome , versão e release do mesmo. Isto só pode ser usado em sistemas que suportem rom, no meu caso Red Hat ou CentOs.

Fica aqui a dica!



josedasilva @ 12:34

Qua, 30/08/06

É verdade, está aí e já passou da porta, por isso não posso dizer que está um novo ano escolar à porta, a realidade é que já passou a porta. E com o novo ano escolar chegaram actividades inerentes ao mesmo, na empresa de que sou sócio Educabox - Centro de Apoio Escolar Lda, para os amis distraídos é uma empresa dedicada ao ramo das explicações e apoio escolar.
Nesta altura do ano há que implementar o planeamento, de divulgação e angariação de novos alunos,que comecei à uns tempos, e que até pedi ajuda nalgumas ideias, à cerca de 2 meses.

Algumas das ideias faladas na altura foram implementadas, outras encontram-se em implementação.

Implementadas

  • 1. Decoração da Viatura da Empresa - O investimento não é pequeno, no entanto é publicidade que vai durar mais de 1 ano e com um grande retorno e divulgação da marca e imagem da empresa.

  • *. Distribuição de publicidade de correio - vulgo panfletos, a distribuição encontra-se a ser efectuada neste momento.

  • *. Envio de carta ao aluno - Envio de carta de informação ao aluno do ano transacto, juntamente com uma oferta promocional destinada apenas a alunos do ano transacto. Politica de fidelização.


» Por implementar (mas que irão ser...)

  • 2. Re-Estuturação da Página da Empresa

  • 3. Continuar a aposta na imprensa local


» ? Indecisões

  • 4. Ofertas Promocionais - Compra de um conjunto de elementos promocionais, t-shirts, marcadores para livros, … para enviar aos clientes do ano passado, como forma de agradecimento, este item inclue-se na estratégia de fidelização.


Não cheguei ainda a um elemento promocional que me agradasse completamente, daí a indecisão.

Continuo no entanto a procurar um elemento surpresa que me dê uma vantagem competitiva sobre os nossos concorrentes, nesta área a concorrência é feroz. Algo que dispare um BUZZ á nossa volta, sendo um mercado local, o BUZZ passaria preferencialmente pelos meios de comunicação locais e passa-a-palavra.

Qualquer ajuda dos leitores deste blog com ideias seria uma óptima ajuda.



josedasilva @ 12:19

Ter, 22/08/06

BrandO mundo empresarial, mais a nível das pequenas e médias empresas o comum erro de visualizarem um projecto de internet, vulgo website, como o "fim" no que respeita na divulgação do nome e da marca, criando falsas espectativas e em 90% das vezes resultam em total fracasso.

Um website não deve ser visto como a bóia de salvação de um negócio, seja qual ele for. Um website é um complemento a outras formas de divulgação e publicidade dos serviços de uma empresa e não um mecanismo de substituição.


Um website deve ser usado como um meio de divulgação mais alargado de serviços e não como o único meio.

Porquê?

  1. Um website é dificil de encontrar nas listagens dos motores de pesquisa, por natureza, mesmo que o seu website esteja muito bem optimizado para os motores de pesquisa, terá uma hipótese de 1/10 de o utilizador clicar no seu website, ao invés de nos seus concorrentes.

  2. Deter um website, e não o divulgar em nenhum outro meio de publicidade, resulta em que, mesmo que o website seja muito bom, esteja dependente apenas de divulgação boca a boca para levar os visitantes ao seu website, o que pode ser um retorno muito demorado.


Sugestões:

  1. Modifique todos os seus meios de publicidade e inclua o seu email e o endereço do seu website:



  1. Cartões de visita

  2. Decoração de Viaturas

  3. Publicidade Estática


  • Efectue publicidade direccionada para levar o seu público alvo a visitar o seu website, após a primeira visita, eles guardarão o website nos favoritos, caso os seus serviços/produtos sejam úteis para eles.


    1. Por exemplo, ao publicitar um artigo/serviço coloque uma frase do tipo "Para mais informações sobre este artigo consulte o nosso website http://www.t6m.com"


  • Torne o seu website numa mais valia para o cliente com serviços que não poderia desenvolver offline


    1. Os websites são extremamente úteis para campanhas de fidelização de clientes

    2. Recolha os dasdos dos seus clientes e crie uma newsletter periódica, informe os seus clientes das vantagens de serem aletrados quando chegam produtos novos, ou novas campanhas à sua empresa

    3. Forneça desconto apenas para aquisição de serviços ou produtos pelo website, ao cender pelo website está a retirar tráfego do seu local fisico.


    Articule as suas campanhas de publicidade para trabalharem "com" e não "apenas" com o website, um website é o meio de abrager um mercado maior, não substitui os meios tradicionais de publicidade, que são e continuarão a ser de extrema utilidade, como são os jornais, a televisão e a rádio.

    Una os meios que dispõe e faça do seu website uma arma de divulgação da marca.

    Tags: ,


    josedasilva @ 11:22

    Seg, 21/08/06

    O popular calendário web Kiko, está moribundo, os autores de um dos primeiros serviços de calendários Online encontra-se à venda no Ebay. Os criadores decidiram dar o projecto como terminado e partir para outra aventura, ou não, uma certeza existe, o Kiko é para vender.

    A queda de uma das mais promissoras web2.0 startup dos Estados Unidos levou a uma enorme bolha de especulações e comentários, o portal OnStartups, avança mesmo com um conjunto de lições a aprender.


    Lições de uma Startup web2.0 defunta

    Richard White aprofundou o tema, como um dos membros da equipa do Kiko, ninguém melhor do que ele para falar deste fim abrupto.

    Por muito que se fale, penso que este tipo de aplicações ou startups como é moda agora seguem todas um ciclo vicioso.

    . Desenvolver/inovar com uma ideia

    . Criar um "buzz" e angariar muitos utilizadores

    . Vender ou aceitar investimento de fora

    Sempre foi assim e pelo que vejo vai continuar a ser. Não que seja mau, é apenas a forma como funciona o "boom" web2.0.

    Tags:


    josedasilva @ 17:15

    Sex, 18/08/06

    Cada vez mais, preciso de usar pedidos assíncronos, usando Javascript, de modo a facilitar o modo como o utilizador usa o sistema, a nível de interface e até para reduzir a bandwidth gerada, num desses usos surgiu um problema que não tinha colocado.

    Se o browser Firefox, trata cada pedido como um novo pedido, sem o colocar em cache, por outro lado o Internet Explorer, tem o hábito de fazer cache do pedido, devolvendo assim resultados que não deveria, uma vez que o pedido é efectuado a uma página com resultados dinâmicos.

    A solução foi colocar em todos os meus scripts que são chamados através de chamadas assíncronas, cabeçalhos de expiração de cache, aqui fica um exemplo de cabeçalhos para o efeito.

    < ?
    header("Cache-Control: no-cache, must-revalidate"); // HTTP/1.1
    header("Expires: Mon, 1 Jan 1980 05:00:00 GMT"); // Data no passado
    ?>


    No manual do PHP este exemplo é mostrado como um método de obrigar os browsers e os proxy's a inactivarem a cache, no meu caso resultou.

    Tags:


    josedasilva @ 09:09

    Sex, 18/08/06

    Recebi hoje um email cujo autor , se intitulava como a Caixa Geral de Depósitos, e entre muitas outras coisas tentava persuadir-me a clicar num link com o texto relativo ao website da caixa, no entanto o link aponta para um outro dominio, de nomenclatura cgdsafe.com .

    Não clique nem forneça nenhum dos seus dados através de pedidos deste tipo ou de outro, conforme a CGD informa no website deles, a CGD não tem politica de forma alguma de pedir ao cliente por email alteração ou confirmações.

    Pode consultar mais informações sobre estas técnicas em O que é Phishing! . Mas mais importante que isso, é NÃO FORNEÇA DADOS DE FORMA ALGUMA!

    A CGD já apresenta algumas informações no website deles, a esse respeito.

    Update: Ao que parece o website já se enocntra em baixo.

    Tags:


    josedasilva @ 15:48

    Qua, 16/08/06

    Obrigado aos sr's do http://blog.encode.com.br/, por lerem o meu blog e verem utilidade nalguns conteúdos, como foi o caso dos conteúdos:

    Aproveitar a Tag Title que teve direito a publicação este mês no blog do encode.com.br.

    e Extensão Firefox: SEO LINKS que tembém teve direito a publicação no blog dos senhores, neste POST tenho pensa é de não terem "copiado" a imagem no servidor deles, apenas o linkaram, o que resulta em consumo de tráfego meu.

    Espero que caia lá um trackback e efectuem a cópia da imagem do screenshot do meu blog na altura de escrita do post.

    De resto os conteúdos podem ser mantidos, que por mim, ficava bonito um link para a source, mas não é obrigatório, é um blog livre.

    Fica aqui o meu obrigado por lerem o meu blog!

    Tags:


    josedasilva @ 16:41

    Qui, 10/08/06

    Somos colocados frente a problemas de soluçãon complexa no dia-a-dia, e é quase tão complexo o problema como encontrar uma solução para este.

    Para tratar todo o tipo de situações, existe a técnica dos "5 Porquês", ie "5 why's".

    Os "5 Porquês" consistem em colocar várias perguntas ao problema apresentado, e a cada uma das respostas destas 5 perguntas, colocar mais perguntas, no final de um conjunto de níveis de aplicação da regra, deverá encontrar a resposta de um modo directo.

    Pode parecer complicado, e é também complicado entender este problema sem um exemplo prático, ora vejamos, de um modo engraçado:

    Problema:  

    Dirijo-me para o emprego e o carro parou no caminho.

    Pergunta 1: Porque parou o carro?

    Resposta 1: Porque ficou sem combustível.

    Pergunta 2: Porque ficou o carro sem combustível ?

    Resposta 2: Porque devia ter abastecido hoje de manha e não o fiz.

    Pergunta 3: Porque não absteci o carro hoje de manhã?

    Resposta 3: Porque não tinha dinheiro  para combustível.

    Pergunta 4: Porque não tinhas dinheiro ?

    Resposta 4: Porque perdi todo o que tinha a jogar poker.

    Pergunta 5: Porque perdeste o dinheiro todo ao jogo?

    Resposta 5: Porque quando não tenho um bom jogo, sou péssimo a fazer bluff.

    Concluímos que o carro parou porque sou péssimo a jogar ás cartas. 

    Este tipo de estratégia, funciona no mundo empresarial e dá-nos uma enorme ajuda na rápida detcção e resolução de problemas.

    Mais detalhes sobre este método na wikipédia, em 5 whys.



    josedasilva @ 16:36

    Qui, 03/08/06

    Seo DicasUm mau trabalhador culpa sempre as ferramentas pelas maus resultados.

    Existem algumas ferramentas gratuítas que ajudam os programadores/designers/webmasters a verificarem alguns indicativos importantes no que respeita ao posicionamento de determinado website nos motores de pesquisa.


    Todos sabemos que para corrigir um problema há primeiro que detectá-lo, este tipo de ferramentas torna-se de extrema utilidade na detecção.

    A primeira ferramenta que pode usar é a ferramenta da Marketleap, que indica quais das páginas do website estão indexadas nos motores de pesquisa.

    O MetaTag Analyser é uma excelente ferramenta da Submit Express, que permite verificar o quão bem estão colocadas as suas tags e as "keywords".

    No website da SiteOmetrics, podemos verificar o Page Rank do website no Google, o quão é Popular um link passado, que não é mais do que efectuar uma pesquisa pelos websites que linkam o seu nos diversos motores de pesquisa, consultar o Ranking no Alexa é outra das ferramentas do Siteometrics.

    Com ferramentas deste tipo é possível avaliar a popularidade de um website, assim como detectar falhas de alguns pontos na técnica de optimização para os motores de pesquisa (SEO) usada no website.

    Tags:

    Blog pessoal de José Silva. Sou programador informático, nos últimos anos dedicado quase exclusivamente ao PHP.
    Agosto 2006
    Dom
    Seg
    Ter
    Qua
    Qui
    Sex
    Sab

    1
    2
    3
    4
    5

    6
    7
    8
    9
    11
    12

    13
    14
    15
    17
    19

    20
    23
    24
    25
    26

    27
    28
    29


    Pesquisar
     
    subscrever feeds
    blogs SAPO