josedasilva @ 11:51

Qui, 26/10/06

O CakePHP é uma framework opensource desenhada em PHP com o objectivo de acelerar o desenvolvimento de aplicações. À 8 meses escrevi um post, entitulado "Cake Php Framework", a dar conhecimento da sua existência.

No entanto nessa altura a framework não se apresentou de um modo adulto, e não ficando satisfeito com o resultado final, decidi esperar que ela amadurecesse, ora pois bem, esse momento chegou, o CakePHP nasceu, cresceu e finalmente apresenta-se como uma framework de qualidade aceitável, pronta para ser realmente usada em casos reais.

O padrão M-V-C


O paradigma M-V-C é o modo de separar uma aplicação em três partes distintas: Model - View - Controller.

No CakePHP:

Modelo - Representa uma tabela/registo de uma base de dados e as suas relações com outras tabelas ou registos.

Vista - Representa todo e qualquer código html, com ou sem código PHP embebido.

Controlador - O controlador trata o pedido do servidor, recebe o input do URL, implementa a lógica de negócio, usa o Modelo para ler/escrever na base de dados e finalmente envia o resultado para a Vista.

Entrada -> Processamento -> Saida

Controlador -> Modelo -> Vista

Organização típica de ficheiros


Ao descarregar e descomprimir a framework deparamo-nos com a seguinte organização de ficheiros:


  1. app

  2. cake

  3. vendors



Explicando um a um:

cake: Onde se localizam as livrarias nucleares do cake, um utilizador regular, normalmente não necessita de alterar nada dentro dela.

app: Este directório é onde ficarão todos os ficheiros da aplicação que estamos a desenvolver, torna possível caso, existam updates á livraria nuclear da framework, apenas actualizar o directório cake e manter a estrutura da nossa aplicação fixa. Uma grande vantagem é que nos permite ter várias aplicações, directórios app, ex: app1, app2, app..., usando a mesma livraria partilhada.

vendors: O local onde devem ser mantidas todas as livrarias externas ao cake, esta secção pode ser a mais dificil de entender de toda a estrutura do Cake, no entanto o wiki do cake apresenta um excelente exemplo do que pode ser um elemento deste directório.
O directório app irá conter todos os elementos da aplicação a desenvolver, como tal será composto por um grupo maior de subdirectórios:


  1. /app

  2. ../config - Contem os ficheiros de configuração para a base de dados, ACL, etc.

  3. ../controllers - Controladores

  4. ..../components - Componentes

  5. ../index.php - Permite colocar o cake com o /app como raíz

  6. ../models - Modelos

  7. ../plugins - Zona de Plugins

  8. ../tmp - Usado para guardar a Cache e os Logs

  9. ../vendors - Onde devem ser colocadas as libs de terceiros, para a aplicação

  10. ../views - Zona onde permanecerão as vistas

  11. ..../elements - Elements, pequenos pedaços de vistas

  12. ..../errors - As páginas de erro personalizadas

  13. ..../helpers - Onde devem ser colocados os Helpers

  14. ..../layouts - Layouts da aplicação

  15. ..../pages - Páginas estáticas

  16. ../webroot - A raiz da aplicação

  17. ..../css

  18. ..../files

  19. ..../img

  20. ..../js



No próximo conteúdo sobre o Cake vou exemplificar passo a passo a criação de uma aplicação simples, usando o cake. Servirá de introdução ao desenvolvimento usando cakePhp.

Este post foi baseado em conteúdos encontrados no manual oficial.

Tags: ,

Edson Medina @ 14:44

Qui, 16/11/06

 

Rapaz, descobri outro framework que tem muito bom aspecto (http://www.qcodo.com/).

É php5 only, mas sou gajo para testar.

Blog pessoal de José Silva. Sou programador informático, nos últimos anos dedicado quase exclusivamente ao PHP.
Outubro 2006
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6
7

8
9
10
11
12
13
14

15
16
17
19
21

22
24
25
27
28

29
30
31


Pesquisar
 
blogs SAPO