josedasilva @ 13:48

Qui, 28/12/06

Nunca usei qualquer outro sistema de upload e partilha de fotos, decidi no fim de semana passado, enviar algumas das minhas fotos para a web, e para isso escolhi o serviço de Fotos do SAPO.

A experiência até foi pacífica, o registo foi bastante intuitivo e não pede dados exaustivos. As funcionalidade agradaram-me, tirando alguns pontos, como não poderia deixar de ser, mas para o utilizador regular, penso que o serviço pode criar uma sensação de satisfação muito maior.



I. O registo no serviço

O registo no serviço efectua-se de um modo muito simples, apenas nos pede os seguintes dados:

(1) Para quem já tem email do SAPO, basta inserir o Email e a Passwords acompanhado com o username desejado para o serviço Fotos.SAPO.

(2) Para quem ainda não dispõe de email SAPO, basta criar um email SAPO e de seguida é transportado para a situação do ponto (1), enunciada em cima.

II. O envio das fotos

O envio das fotos pode ser efectuado de quatro formas distintas:

  1. Envio através do website das fotos

  2. Envio através de aplicação própria que segundo parece pode ser efectuado o download e instalação no Windows. (Windows only)

  3. Envio através de telemóvel.

  4. Envio através de email


Destas formas apenas testei a primeira, "Envio através do website das fotos", e o processo demonstrou-se bastante simples, o formulário não podia ser mais intuitivo.

Screen upload sapo fotos

III. Organização das fotos

Para organizar o Fotos.SAPO permite-nos organizar as nossas fotos em galerias, podendo ainda serem as galerias "Privadas" ou "Públicas".

Gostei em particular da funcionalidade de poder definir um conjunto específico de fotos, dentro de uma galeria como "Pública" ou "Privada", sem que par isso toda a galeria tenha de ter os mesmos "settings" de privacidade.

Galeria Sapo Fotos

IV. Partilha de galeria de fotos

Esta funcionalidade tem como objectivo permitir o convite dos amigos ou conhecidos a visitar a nossa galeria de fotos. Penso que aqui não há muito a dizer.

V. Impressão de Fotos

Apesar de não ter experimentado a qualidade do serviço, e a rapidez, parece-me uma muito boa iniciativa, facilita o envio das fotos para impressão, e os preços parecem-me razoáveis. Na foto com que testei o serviço mostrava-me um valor de 0.20 €. Penso que o preço dve variar consoante a dimensão.

Sapo Fotos impressao

Conclusão

No geral fiquei satisfeito com o serviço e com as funcionalidades apresentadas, no entanto deixava alguns reparos:

1. O espaço para envio de fotos por cada conta poderia ser um pouco maior, neste momento são 250MB, isto sou eu a ser exigente.

2. A integração das últimas fotos no nosso blog ou website não é linear para o utilizador regular, o método que usei foi efectuar o "parse" do Rss da minha galeria.

3. A opção de "Partilhar", poderia ter a opção de partilhar determinado Álbum, ou mesmo determinadas Fotos, torna-se dificil partilhar determinada foto, podemos sempre copiar o link da foto e colocar num email que enviamos, mas directamente seria mais fácil.



josedasilva @ 10:57

Ter, 07/11/06

Existem inúmeras marcas ou nomes que oferecem serviços de alojamento de internet em Portugal, algumas delas não são empresas, não são detidas por empresários, são apenas websites criados por alguém que gosta da área e que até pode ter adquirido uma conta de revenda num serviço qualquer.

No entanto o que interessa num serviço de alojamento é a fiabilidade, consistência, qualidade de serviço e suporte técnico.

Seja o serviço de alojamento de websites detido por uma multi-nacional ou por uma micro-empresa, um serviço de qualidade é importante. Muitas das vezes a deficiência de um serviço de alojamento deve-se à falta de planeamento e capacidade da equipa responsável gerir o serviço em si, deixo aqui um conjunto de ferramentas e conselhos que podem ajudar a melhorar cada um desses aspectos.

Servidor de Qualidade

Quer seja uma máquina própria ou um espaço de revenda de alojamento, é importante garantir a qualidade do serviço, para conseguir isto é importante garantir uma máquina de qualidade para o uso. A qualidade não é so o espaço em disco ou a quantidade de memória, é também a velocidade do processador, a arquitectura do mesmo 64 bits ou não, e ainda factores como conectividade da máquina / datacenter.

Datacenter que recomendo: NFSI

Existem mais alguns no entanto sempre trabalhei com este, e o serviço sempre foi 5 estrelas.

Servidor de Revenda: Alojamento.Online.pt (Portugal), mediatemple.net , dreamhost.com


Painel de Controle - Para gestão de contas da parte do cliente

É extremamente importante uma boa escolha no que respeita aos painéis de controlo para um servidor de alojamento, um bom painel de controlo faz com que existam menos pedidos de suporte, reduzindo assim o tempo gasto nesta tarefa, ficando liberto para a melhoria de outros aspectos.

Alguns Painéis de Controlo que recomendo: Directadmin , Cpanel , Plesk

De todos os que sugeri o da minha preferência pessoal é o Directadmin, pelo conjunto de funcionalidades que apresenta assim como a facilidade de aprendizagem por parte dos clientes, o preço é excelente, desde $270 lifetime license.

Software de Gestão de Serviços/Clientes

Na impossibilidade de suportar os custos de um desenvolvimento personalizado, apontado para as suas necessidades, pode-se sempre optar por um sistema já desenhado e testado, como são os casos de:

Clientexec * Whmautopilot * Modernbill.com

Melhoramentos contantes

È imprescindível o melhoramento das várias componentes do serviço a toda a hora, não só a nível de preços, mas sim a nível de suporte e serviços prestados ao cliente, lembre-se que o cliente tem muito por onde escolher e só ficará consigo caso o serviço seja um valor acrescido ao negócio dele. É importante marcar a diferença pela positiva, em todo o processo de acompanhamento do cliente.
Todas as opiniões fornecidas neste conteúdo, foram resultado de 5 anos de experiência no ramo, e de trabalho com várias entidades distintas.



josedasilva @ 11:51

Qui, 26/10/06

O CakePHP é uma framework opensource desenhada em PHP com o objectivo de acelerar o desenvolvimento de aplicações. À 8 meses escrevi um post, entitulado "Cake Php Framework", a dar conhecimento da sua existência.

No entanto nessa altura a framework não se apresentou de um modo adulto, e não ficando satisfeito com o resultado final, decidi esperar que ela amadurecesse, ora pois bem, esse momento chegou, o CakePHP nasceu, cresceu e finalmente apresenta-se como uma framework de qualidade aceitável, pronta para ser realmente usada em casos reais.

O padrão M-V-C


O paradigma M-V-C é o modo de separar uma aplicação em três partes distintas: Model - View - Controller.

No CakePHP:

Modelo - Representa uma tabela/registo de uma base de dados e as suas relações com outras tabelas ou registos.

Vista - Representa todo e qualquer código html, com ou sem código PHP embebido.

Controlador - O controlador trata o pedido do servidor, recebe o input do URL, implementa a lógica de negócio, usa o Modelo para ler/escrever na base de dados e finalmente envia o resultado para a Vista.

Entrada -> Processamento -> Saida

Controlador -> Modelo -> Vista

Organização típica de ficheiros


Ao descarregar e descomprimir a framework deparamo-nos com a seguinte organização de ficheiros:


  1. app

  2. cake

  3. vendors



Explicando um a um:

cake: Onde se localizam as livrarias nucleares do cake, um utilizador regular, normalmente não necessita de alterar nada dentro dela.

app: Este directório é onde ficarão todos os ficheiros da aplicação que estamos a desenvolver, torna possível caso, existam updates á livraria nuclear da framework, apenas actualizar o directório cake e manter a estrutura da nossa aplicação fixa. Uma grande vantagem é que nos permite ter várias aplicações, directórios app, ex: app1, app2, app..., usando a mesma livraria partilhada.

vendors: O local onde devem ser mantidas todas as livrarias externas ao cake, esta secção pode ser a mais dificil de entender de toda a estrutura do Cake, no entanto o wiki do cake apresenta um excelente exemplo do que pode ser um elemento deste directório.
O directório app irá conter todos os elementos da aplicação a desenvolver, como tal será composto por um grupo maior de subdirectórios:


  1. /app

  2. ../config - Contem os ficheiros de configuração para a base de dados, ACL, etc.

  3. ../controllers - Controladores

  4. ..../components - Componentes

  5. ../index.php - Permite colocar o cake com o /app como raíz

  6. ../models - Modelos

  7. ../plugins - Zona de Plugins

  8. ../tmp - Usado para guardar a Cache e os Logs

  9. ../vendors - Onde devem ser colocadas as libs de terceiros, para a aplicação

  10. ../views - Zona onde permanecerão as vistas

  11. ..../elements - Elements, pequenos pedaços de vistas

  12. ..../errors - As páginas de erro personalizadas

  13. ..../helpers - Onde devem ser colocados os Helpers

  14. ..../layouts - Layouts da aplicação

  15. ..../pages - Páginas estáticas

  16. ../webroot - A raiz da aplicação

  17. ..../css

  18. ..../files

  19. ..../img

  20. ..../js



No próximo conteúdo sobre o Cake vou exemplificar passo a passo a criação de uma aplicação simples, usando o cake. Servirá de introdução ao desenvolvimento usando cakePhp.

Este post foi baseado em conteúdos encontrados no manual oficial.

Tags: ,

Blog pessoal de José Silva. Sou programador informático, nos últimos anos dedicado quase exclusivamente ao PHP.
Fevereiro 2011
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5

6
7
8
9
10
11
12

13
14
15
16
17
18
19

20
21
22
23
24
25
26

27
28


Pesquisar
 
blogs SAPO